05 outubro 2006

Casamento com final feliz

Uma abelha voou por engano sobre um canteiro de cores muitas e vivas. E bastou-lhe o equívoco, pois todos os dias ela passava, só para sentir o jasmineiro do portão que a encantara. O zumbir dos dias unira-os. Foi então que a filha do jardineiro casou com o filho do dono da casa do portão onde crescia o jasmineiro e decidiu: "Quero um ramo de jasmins!". A abelha quando passou e viu o portão nu de plantas, sentiu o sangue nas riscas e seguiu o aroma do seu amigo azul.
Picou a noiva no braço.
E o sacramento do Santo Matrimónio cumpriu-se.
Pisados no adro da igreja entre grãos de arroz agulha e carolino, a abelha e o jasmineiro ficaram unidos para sempre por uma sola de sapato Armani.

3 Comments:

At terça-feira, outubro 10, 2006, Anonymous Alena said...

Amei!

 
At terça-feira, outubro 10, 2006, Blogger Bruna Pereira said...

Obrigada :-)
Eu também amo as ideias tolas.
Por isso as escrevo de vez em quando...

 
At quarta-feira, outubro 11, 2006, Blogger Sílvio Mendes said...

Hilariante,
apesar de cruel,
apesar,
apesar de amor.

Adorei :)

 

Enviar um comentário

<< Home