10 outubro 2006

A Lua nos pés

Gostava de ver as coisas de cabeça para baixo.
Como o dependurado das cartas de Tarot. Era assim e fazia parte dele. Era louco, diziam, mas para mim cuspia pela boca as frases mais sábias que ouvi.
Cortava as unhas e achava que dos pés sujos tinha feito surgir guerras e batalhas turcas com crescentes vermelhos, mouros, donzelas de túnicas e cristãos-novos. Pegava em cada unha e escolhia para ela um Quarto-crescente ou um Quarto-minguante. Era só virá-la ao contrário para o céu. "Que nojo!", deixou fugir alguém dum banco do jardim onde eu almoço.
Eu continuava pasmada e a ouvir a mente do senhor das barbas e dos bolsos cheios de lixos escorrer ideias. Era para mim a primeira pessoa com luas nos pés. Eu que sempre pensara que o mais afoito era conseguir ter os pés na Lua...
Amanhã vou sentar-me no mesmo jardim. No mesmo banco. Esperando que ele volte.
Gosto dos loucos.

6 Comments:

At terça-feira, outubro 10, 2006, Blogger Fabio Rocha said...

Viva os loucos!

 
At terça-feira, outubro 10, 2006, Blogger Bruna Pereira said...

:-) Pois é.
Vivam todos e por muitos anos!

 
At terça-feira, outubro 10, 2006, Blogger Isabel said...

Pois é tambem eu.
Começo por gostar de mim que sou louca... de ti que espero que sejas... e quando formos muitos deixaremos de ser loucos e locos serão os que não viveram nunca uma loucura.

Beijos e obrigada pela visita, continuarei a vir aqui...

Isabel

 
At terça-feira, outubro 10, 2006, Blogger Uma mulher said...

A loucura as vezes é muito lúcida, talvez isso assuste um pouco! Gostei da forma como escreve é poética..
Obrigada pela visita!

 
At quarta-feira, outubro 11, 2006, Blogger Mariana said...

A loucura tem destes leves subterfúgios que é o de nos distinguir da multidão.
Seja pela incompreensão de quem olha, seja pela apatia de quem passa, a loucura recomenda-se para que a revolta nunca morra.

Beijos

 
At sábado, outubro 14, 2006, Anonymous diana said...

este teu título está excelente [:
gosto como articulas as palavras, dás-lhes um novo significado.

***

 

Enviar um comentário

<< Home