23 novembro 2006

Uma formiga perdida

Uma formiga saíra do meio da roupa do cesto.
Do cesto que saíra de casa no braço e na anca dela.
Dela que usava corpete apertado e saia de chita por fora das ancas.
Dela que saíra para lavar roupa numa Cantiga de Amigo de há muito tempo.
Do tempo em que não havia máquinas de lavar e secar a roupa e se ia para as fontes.
Do tempo em que os pinheiros entravam nos poemas e os poemas nas iluminuras.
Do tempo em que as bilhas de barro guardavam a água e a água guardava segredos.
E os segredos rimavam nas mãos dum jogral que esperava na fonte.
Não sei o que foi feito da formiga que saiu do cesto.
Nem do cesto, nem da rapariga, nem das fontes, nem das bilhas de barro, nem dos segredos, nem dos jograis, nem das Cantigas de Amigo.

10 Comments:

At quinta-feira, novembro 23, 2006, Anonymous Anónimo said...

Perderam-se.

Beijinhos*

 
At sexta-feira, novembro 24, 2006, Blogger pensamentos_vagabundos said...

:)tantas palavras esquecidas aí:)
bejo vagabundo

 
At sexta-feira, novembro 24, 2006, Blogger LucioInferro_Adolfo said...

Fazes boas cantigas amiga.
A formiga?
Então não foi aquela que cansada de ser formiga mudou-se para cigarra em frei de Espada á Cinta?

viva a cigarra.
Não fume.

 
At sexta-feira, novembro 24, 2006, Blogger Bruna Pereira said...

Amigo:

Se ma encontrares lá, em Frei de Espada à Cinta, a formiga, devolve-ma, por favor.
Fazem-me falta as coisas que fugiram dos livros.

Viva a cigarra.
Não fumo.

 
At sexta-feira, novembro 24, 2006, Anonymous ferrus said...

bem...modéstia à parte as cantigas de amigo existem ;-)
A magia do que passou deu lugar a outras magias actuais. Nesse tempo não havia internet, por exemplo e sem ela como teria chegado às tuas palavras?
mudam-se os tempos, mudam-se as magias.
beijitos

 
At sábado, novembro 25, 2006, Blogger Claire said...

A formiga, bem, eu tenho uma teoria sobre a formiga... Mas é muito longa. Eu conto outra hora.

Beijinho, bela história.

 
At sábado, novembro 25, 2006, Blogger mfc said...

Foi o percurso que nos permitiu chegar aos dias de hoje!

 
At domingo, novembro 26, 2006, Blogger kurika said...

Tenho um humilde convite para ti lá no meu humilde cantinho...

Beijinhos

 
At segunda-feira, novembro 27, 2006, Blogger Uma mulher said...

Belo texto...e isso é o q se chama de evolução???
(pensando)
beijos

 
At terça-feira, novembro 28, 2006, Blogger Bruna Pereira said...

MFC:

Os dias de hoje são grotescos e carregam-se num MP3.
Falta-lhe algo que não o sei que é e que se perdeu não sei onde.
Tenho mesmo que gostar do progresso?
Gosto de estar perdida no ontem.

:)

 

Enviar um comentário

<< Home