23 março 2007

O apeadeiro em Veneza

Esperava com ar de pincel,
o arlequim remendado.

(Em cada perna uma cor,
em cada cor um pecado)

Trazia losangos a amarrar o coração,
cosidos a fios-de-prumo.
Porque o coração balança,
desnivela com o calor,
escorrega e deita fumo.
Como se fosse uma trança
derretida no vapor
dum comboio mal travado.

18 Comments:

At sexta-feira, março 23, 2007, Anonymous ferrus.blogs.sapo.pt said...

balança o coração
na ribeira das dúvidas...

Afinal foi bom intervalar com o bocejo azul :-)

Beijos

 
At sexta-feira, março 23, 2007, Blogger Rui Luís Lima said...

Em Veneza as águas continuam a subir muito lentamente, mas isso não é impedimento para o Lido estar devidamente colorido para receber a Primavera acabada de chegar.
bom fim-de-semana
paula e rui lima

 
At sexta-feira, março 23, 2007, Blogger Bela said...

O retorno à inocência sempre que te leio...
Bj e bom fds :)

 
At sexta-feira, março 23, 2007, Blogger Stranger à la carte said...

...é o costume: coração coração coração. Disfarça-o como quiseres ... :D

 
At sexta-feira, março 23, 2007, Blogger musalia said...

arlequim e colombina. arlequim é triste, por isso o coração remendado, pelas travessuras de colombina.

(também fiquei comovida. pela lembrança de Veneza)
:)

 
At sexta-feira, março 23, 2007, Blogger kurika said...

Regresso em grande...

...

Um beijinho

 
At sábado, março 24, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Musalia:

Pois é... A minha Columbina tem tranças douradas. Das travessuras que faz nos dias de sol...

:)

 
At segunda-feira, março 26, 2007, Blogger Mikas said...

Que tempo manhoso!!

 
At terça-feira, março 27, 2007, Blogger o alquimista said...

Tens nas palavras o virtuosismo dos mestres, a elegância dos deuses...


Doce beijo

 
At terça-feira, março 27, 2007, Blogger LuciaLourenço said...

certa vez, em criança, trazia um arlequim, assim, pintado, preso em cordel...
assim, o movia, o mexia, lhe dava vida...
certa vez, não mais criança, o cordel se quebrou...
assim, o arlequim se soltou... não mais movido, não mais mexido, não mais vivido...


(este teu pequeno momento, inspirou-me)

Beijo, miga! Espero ver-te em breve!!!

 
At terça-feira, março 27, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Lúcia:

Sempre tão querida....
Eu também espero ver-te em breve.Tenho um bilhete de eléctrico amarelo à tua espera...

:)

 
At quarta-feira, março 28, 2007, Blogger Menina dos olhos de água said...

Trazia losangos a amarrar o coração e um riso forçado no rosto, porque o arlequim tinha que fazer rir os outros, ainda que o seu coração quase escorregasse e deitasse fumo.

Também me fizeste ter saudades de Veneza, de Roma, de Itália. Pode-se ter saudades de uma coisa que não se conhece?:)

(Estou à tua espera em Abril, menina Bruna. Eu e o Porto ;)Beijinho!)

 
At quarta-feira, março 28, 2007, Blogger marta r said...

O que eu gostava de conhecer Veneza....

 
At quarta-feira, março 28, 2007, Blogger Vanessa said...

O coração pode balançar, desnivelar com o calor, escorregar e deitar muito [ MUITO! ] fumo mas nunca ninguém o trava. E, pois claro, depois derrete-se, o desgraçado... :D

Um beijinho grande*

E eu também cá te espero, no Porto. Traz sorriso, coração e o mais que quiseres... :)

[ Já agora, não me importava nada de escapar até Veneza neste mesmo instante! :) ]

 
At quarta-feira, março 28, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Vanessa e menina Andreia:

Eu estou para ver é se às 4h se vai tudo embora e fico eu com a desgraçada da Joana a dar voltas ao Porto à procura das 6h da manhã. É que ultimamente sempre que vou ao Norte acontece-me um fenómeno inexplicável qualquer...

(Andreia, estás proibida de levar máquina fotográfica!! Sabes tão bem como eu que a Vanessa não é em condições de ter fotos nossas na mão... :D )

Um beijinho siamês para as duas :)

 
At quarta-feira, março 28, 2007, Anonymous Pecola said...

E lá te faço eu mais uma vénia... A tua escrita é soberba, já to disse 1, 2, 3 vezes...

Qualquer dia, com tanta vénia, ainda fico com um torcicolo. ;o)

Beijinhos.

 
At quarta-feira, março 28, 2007, Blogger Chris said...

Ainda escrevo assim, um dia. Bjos, querida.

 
At quinta-feira, março 29, 2007, Blogger Rui Luís Lima said...

gostamos da nova boneca de porcelana:)
paula e rui lima

 

Enviar um comentário

<< Home