06 novembro 2007

Princípio da inadequação

Derretidas em beijos, as pétalas de rosa moram enclausuradas num baton do cieiro.
São freiras da vaidade.
Em convento de plástico.
À espera que alguém as tire de um bolso de escuro medieval.

15 Comments:

At quarta-feira, novembro 07, 2007, Blogger Maria del Sol said...

Algumas destas pétalas - as que têm melhor sorte - acabam os seus dias comprimidas entre dois pares de lábios num beijo :)

 
At quarta-feira, novembro 07, 2007, Blogger farfalla said...

obrigado pela imagem bonequinha da estante acima da minha :D também tenho saudades!! e quando tiver tempo (tempo essa coisa que não estica e tanta vez parece encolher) temos que combinar qualquer coisinha :) até lá

baci

 
At quarta-feira, novembro 07, 2007, Blogger musalia said...

e à espera de um dia de inverno, friorento de beijos ;)

***

 
At quarta-feira, novembro 07, 2007, Blogger Flávia Vida said...

... para que sejam entregues em uma noite enluarada.

[lindo]

beijinhos
:)

 
At quarta-feira, novembro 07, 2007, Blogger carteiro said...

o tempo passa... e uns séculos depois, já com as pétalas secas, com largos voos à procura de sítios nelas mesmas, deixaram a sua fragrância noutros pontos com mais luz.

 
At quinta-feira, novembro 08, 2007, Blogger Mateso said...

...e as una na boca do cravo, em dia de luz...
Lindo!
Bj.

 
At sexta-feira, novembro 09, 2007, Blogger Andreia Ferreira said...

Já percebi que o teu baton continua a ser daquela cor-de-rosa... :) Que lindo...

Kiss**

 
At sexta-feira, novembro 09, 2007, Blogger Rui Luís Lima said...

olá bruna pereira!
uma rosa será sempre uma rosa embora haja algumas por aí que não o sendo quase nos enganam com a sua frescura.
beijinhos e bom fim-de-semana
paula e rui lima

 
At sábado, novembro 10, 2007, Blogger Rui Afonso said...

excelente texto

beijinhos e bom fim de semana

 
At sábado, novembro 10, 2007, Blogger ana maria costa said...

AMIZADES - este é um pedido do coração - A SOLIDARIEDADE EM ACÇAO E A LITERATURA EM CIRCULAÇÃO

A EDIUM EDITORES, http://ediumeditores.blogspot.com/

com cerca de 80 títulos publicados, prestes a fazer dois anos que iniciou sua actividade, vai editar um livro meu, prosa, «Salvador, o Homem e Textos InConSequentes».
É uma editora pequena, mas esforçada na divulgação da cultura.
Tem publicado autores não muito conhecidos e jovens autores, o que, à partida não garante grandes receitas, ora sendo o objectivo maior a divulgação da literatura tem na mesma que ser rentável senão ...morre .

Asim o seu proprietário, agente directo em todas as fases do processo, pretende promover a venda on-line, no futuro.
Para já, para garantir a cobertura dos custos, ensaiou esta modalidade que vos proponho:

Quem quiser pode (POR FAVOR LEIAM E RESERVEM SEM PROTELAR SENÃO ESQUECEM) fazer uma pré-reserva do número de livros que se propõe adquirir, para:
ediumeditores@gmail.com
Valor da capa: 10,00€/livro
Nº de pág. + ou - 80
Serão convidadas/os,via email e moradas, os que detenho, para apresentação do livro no início de Dezembro.
Quem fizer pré-reserva e pagar por cheque ou transferência bancária (acordar com o Editor- ver site acima referido) fica isento d os custos dos CTT OS QUAIS , COMO SABEM, SÃO BEM GRAVOSOS.

Agradeço que quando fizerem as vossas pré-reservas (muitas) - lembrem-se das prendinhas de Natal - ao enviarem o email ao editor me enviem o mesmo email em:c.c.
Fazemos trabalho conjunto.
« S inopse: de «Salvador, o Homem e Textos InConSequentes»

O livro pode ser decomposto em duas partes, das quais,«Salvador, o Homem» abrange cerca de um terço.
Mais próximo da novela do que do conto relata a experiência de Salvador ao descobrir o fantást ico que a vida encerra e que o mundo é muito mais do que o que vemos no dia a dia, assim como nele, enquanto ser humano,existem dimensões inexploradas, até ignoradas que ao descobrir e as integrar no seu todo alteram sua vida e de todos ao seu redor.

Os textos restantes enquadram-se mais no conceito americano de short-stories e diversificam o leque de leitura de uma forma que cremos será de vosso agrado e que o próprio título vos permite intuir a existência d nexos, aparentemente inexistentes.»

Minhas e meus amigos, nesta hora de "parir" mais uma cria conto convosco.

Desejo uma boa semana e P.F. divulguem esta informação pelos vossos contactos pois poderá haver pessoas eventualmente interessadas.

Bj

Luz e paz em vosso caminhar e ao vosso redor

Conceição Paulino

 
At terça-feira, novembro 13, 2007, Blogger João Vasco said...

Há sempre quem as tire dos bolsos de escuro medieval senão já haviam morrido...
Bj

 
At quarta-feira, novembro 14, 2007, Blogger Vanessa said...

Eu tenho algumas pétalas de rosa misturadas com segredos bonitos numa caixinha [ mágica ] que uma boneca de porcelana me deu... e essas nunca morrem e dão perfume e luz aos curiosos que lá vão espreitar! :)

Um beijinho grande*

 
At quarta-feira, novembro 14, 2007, Blogger PAULO SANTOS said...

Gostei.
Poucas letras e uma imensidãode sentimentos.

Um beio

Paulo

 
At sexta-feira, novembro 16, 2007, Blogger Stranger à la carte said...

freiras à espera...que as tire do bolso?!?

gostei


:)

 
At segunda-feira, novembro 19, 2007, Blogger CNS said...

Quando o frio sabe rosas, também sabe a beijos.

Outro para ti.

 

Enviar um comentário

<< Home