04 julho 2007

Cabra-cega

Era um estado em trampolim.
Um amargo espadachim,
almocreve mal cansado.
É uma bola de sabão
de um espelho não quebrado.

(Às vezes há pessoas que se perdem nos bosques).

17 Comments:

At quarta-feira, julho 04, 2007, Anonymous jose quintela soares said...

E nunca mais encontram o caminho certo para dele sair.

 
At quarta-feira, julho 04, 2007, Blogger CNS said...

Como gosto dos teus textos feitos de baloiços e de olhos perdidos no mundo... ou nos bosques...

Bjs

 
At quinta-feira, julho 05, 2007, Blogger Vanessa said...

Aqueles que se esquecem de deixar migalhas para que outros os sigam... :)

Beijinhos*

 
At quinta-feira, julho 05, 2007, Blogger Clarissa Felipe said...

Às vezes há pessoas que se acham nos bosques.

 
At sexta-feira, julho 06, 2007, Blogger carteiro said...

Estas tua palavras remetem este carteiro àquele que é, decerto, o seu espaço favorito e mais abrangente... o da fantasia.

Se eu pudesse escolher... daqui a minutos sonharia com bosques, daqueles assustadores mas com fadas e outros toques mágicos sem limites.

 
At sexta-feira, julho 06, 2007, Anonymous três h's said...

olá b,

engraçado, ninguém comenta os bosquejos da tua tela.
todos se fecham entre os parêntesis d0 pequeno bosque.

já te perdeste por lá?

*.horrível, horrendo, horroso.

 
At sexta-feira, julho 06, 2007, Blogger marta r said...

Toda a gente devia perder-se de vez em quando nos bosques para poder encontrar-se fora deles.

 
At sexta-feira, julho 06, 2007, Blogger Avusa said...

querida Bruna, que curso tenho eu que tirar para te entender? :)

bjs

 
At sexta-feira, julho 06, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Avusa:

Nenhum.
Eu também não me percebo.
Acho que é suposto ser assim.

:)

 
At sexta-feira, julho 06, 2007, Blogger Beatriz said...

hm... eu teria medo de me perder num bosque. Penso sempre se terei regresso. Porém as bolas de sabão, quando as sopramos... crescem, crescem até que rebentam. Não têm regresso...

(tou com vontade de brincar à cabra-cega... juro que tou! :P)

 
At domingo, julho 08, 2007, Anonymous cadeira do poder said...

Percebi exactamente aquilo que queria perceber!

 
At terça-feira, julho 10, 2007, Blogger Chris said...

Sim, há pessoas que se perdem nos bosques. Bjo
Tudo bom?

 
At terça-feira, julho 10, 2007, Blogger Rui Luís Lima said...

olá!
e no bosque, na famosa encruzilhada, existe o caminho para o mundo mágico do Feiticeiro de OZ:)
beijinhos
paula e rui lima

 
At terça-feira, julho 10, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Rui:

E sapatinhos vermelhos...
Com purpurinas...

:)

 
At quarta-feira, julho 11, 2007, Anonymous Caminhante said...

Ah, os bosques de novo...

Os bosques me fazem lembrar os jardins de Alípio, amigo de Santo Agostinho. Lugar de crise e conversão. Escrevi algo sobre isso.

Em muitas vezes, só se acha quando se perde.

Abraços.

 
At quinta-feira, julho 12, 2007, Blogger Vanessa said...

Perdeste-te, tu...? :)

Beijinhos*

 
At terça-feira, agosto 07, 2007, Blogger ana maria costa said...

a imaginação a criação a arte de bem escrever, aqui...encontra-se

 

Enviar um comentário

<< Home