05 janeiro 2007

Por vezes, de manhã...

Não quero e sei, mas temo, não olho, dois olhos, sem testa, atesta? Sei lá, depende, ou não, o que é isto? Um nome, um sumiço, sem estrada, com fome, mais nada, sem telha, vestido, entupido, telefone, tens fome, pequena? Toma lá um euro, um tesouro, a revista no final da rua, a tua. Um quadrado em janela, cortina, uma tela, no chão uma espada, no vidro a entrada, salada. Chego-me a um canto, o encanto de ter estado antes ali.
É então que chega a senhora da IURD com o seu colar de pérolas reluzentes ao pé de mim e diz:
"- A menina sabia que a chegada do Reino dos Céus está próxima?".

21 Comments:

At sexta-feira, janeiro 05, 2007, Anonymous Anónimo said...

E tu respondias:
Eu sei, reservei um lugar na primeira fila!

 
At sexta-feira, janeiro 05, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Avusa:

Pois era...
Mas já tinha a minha cabeça cheia de coisas sem resposta. Acumulei mais uma.
:)

 
At sexta-feira, janeiro 05, 2007, Anonymous Anónimo said...

Sim, sei. Também não quero. E olho, sempre. Depende, também. Não lhe vejo os olhos. Pode ser estrada comprida, pode ser nome, pode ser sumiço. Pode ser o que os olhos não vêem.

Eu usei o telefone (não estava entupido), pus o vestido mais bonito, enchi-me de brilho. Partilhei o tesouro (deu para dois cafés) e depois li a revista no final da rua, no banco em frente à casa bonita. Final de tarde ou até manhã, não sei. Espreitei a janela, não era quadrada, tinha a forma de estrela e viam-se as telas cheias de cor. Mágicas. Tinha luz lá dentro. Bati à janela, com a revista na outra mão. Tinham salada para mim e quiseram matar-me a fome. Uma menina brincava lá dentro com uma espada (daquelas que não magoam) e fazem milagres. Estava metida a um canto mas sorriu para mim quando cheguei. E estava à minha espera só para eu lhe ler uma história e lhe sossegar os braços.

A senhora da IURD com o colar de pérolas reluzentes não brilhou mais que nós. Porque a chegada ao Reino dos Céus ninguém sabe quando chega e é preciso pôr-nos bonitas para espantar os ollhos que se escondem por trás das cortinas, com medo. Disse-me a minha mãe, que não percebe nada dessas coisas mas eu acredito nela.

Depois fomos comer. E a salada era verde como a esperança.

 
At sexta-feira, janeiro 05, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Vanessa:

Estou comovida com a descoberta de outra estória com as mesmas palavras.
Sem saber que dizer, digo apenas que também gosto de vestidos. Tenho uma colecção vasta que já não assusta quem me conhece...

Um beijinho.

 
At sexta-feira, janeiro 05, 2007, Blogger marta r said...

E será que no Reino dos Céus há respostas para todas as perguntas?

 
At sexta-feira, janeiro 05, 2007, Blogger Uma mulher said...

se estiver chegando, acho q vc tem um lugar ao lado DELE, mas eu sou mais cética do que isso...

( confusa e pensativa )

adoro a forma como escreve, tem sensibilidade em todo tema, fale do que for, e estará lindo ainda...

bjos

 
At sábado, janeiro 06, 2007, Blogger ... said...

Mas o Reino do Céus já chegou...
por cá estreou dia 5 de maio de 2005!lololol

Agora a sério. Tb acredito que vai chegar mas quando chegar todos vamos ver e sentir na pele!

Bjocas

 
At sábado, janeiro 06, 2007, Blogger kurika said...

...às vezes nem sei...outras vezes sei que não.

...mas é bom acreditar...

Um grande beijinho

 
At domingo, janeiro 07, 2007, Anonymous Anónimo said...

A chegada ao reino dos Céus será sempre uma realidade para todos na sua devida altura...
Para mim é muito pior chegar um Marroquino ao pé de mim e dizer

Qué Frô !!!!

Já nem os posso ver

Agora a sério, passei hoje aki pela primeira vez e gostei muito da maneira que te exprimes e escreves, de certeza que vou voltar até chegar a hora do reino dos céus, lolol

Vou-te linkar no catano, OK ?

BJS do Catano

 
At domingo, janeiro 07, 2007, Blogger joão marinheiro said...

Fiquei a rir...Essas senhoras são sábias...deviam governar este pobre Portugal tão cinza nos últimos tempos...digo eu. porque o que chega é mais um imposto nos combustiveis, e mortes no mar e...

Abraço enquanto te leio e olho o rio lethes e esqueço a outra margem...

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Joaão marinheiro ausente:

Uhm... Rio Lethes?
Tu conheces a lenda do Rio Lima, ou disseste isto por acaso, marinheiro?

:)

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Blogger musalia said...

o que me ocorre é esta frase 'if the world ends, hope you're here with me' - Guillemots (lindissimos, melodia e poema)

quanto a essas senhoras...fujo delas a sete pés!

beijos.

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Blogger kurika said...

Um beijinho para ti...
...tudo de bom...

Boa semana

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Anonymous Mikas said...

Uma óptima semana para ti

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Blogger LucioInferro_Adolfo said...

antes a senhora da IURD que o senhor do IRS...ou o candidato a tentar apertar mais mãos fazendo seus cálculos de ordenado.

bem ordenhado ao povo.

VIVA A ANARQUIA...venham para Frei de espada à Cinta.

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Anonymous ferrus said...

Eu sei que o Reino da Terra existe, porque nesse moro eu, agora o dos céus? Pensei que fosse dos passarinhos... É tudo uma questão de fé, não haja dúvida.
Eu gosto mais de reinar neste!
Sabe-se lá se se tem outra hípótese de reinar noutro lado qualquer.

E eu digo, sem colares reluzentes:
"-A menina sabia que eu gosto de ler o que escreve?".

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Ferrus:

Obrigada.
É bom descobrir que afinal não escrevo para o vazio, há sempre alguém que lê as confusões que me passam pela cabeça...

:)

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Anonymous Daniela said...

Gosto do ritmo que dás às palavras, da ligação entre elas. Parabéns.

um beijo.

 
At segunda-feira, janeiro 08, 2007, Blogger pensamentos_vagabundos said...

adorei a senhora da iurd...:)
beijo vagabundo

 
At terça-feira, janeiro 09, 2007, Blogger Claire said...

Não sei o que é isto, mas olho nos olhos. Medo eu tenho, mas sou meio confiante demais, deve ser a idade. Não sei o nome, mas adoraria a salada, e ver a estrada, não necessariamente nessa ordem.
Do Reino dos Céus já ouvi falar, nunca vi. Quando o convite chegar, irei.

O que é IURD??

Beijo.

 
At terça-feira, janeiro 09, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

Claire:

IURD: Igreja Universal do Reino de Deus

Lamento não ser muito perceptível de vez em quando.

:)

 

Enviar um comentário

<< Home